+55 (11) 3053-5566

PortuguêsEnglishEspañol

+55 (11) 3053-5566

PortuguêsEnglishEspañol

A história da contabilidade

04

jul

A história da contabilidade

Você já se questionou como surgiu a contabilidade? Conhecer a história desse importante recurso empresarial faz toda diferença para os líderes e suas equipes. No caso dos contadores, saber o verdadeiro objetivo da sua profissão no desenvolvimento da sociedade faz com que ganhe mais forças para realizar seu ofício.

No blog de hoje, falaremos sobre a história da contabilidade. Se você está interessado nesse assunto, continue lendo:

O começo da contabilidade: Mundo Antigo

Estudiosos apontam que a contabilidade pode ter começado logo nos primeiros povos que habitaram a terra. Através dos desenhos nas paredes das cavernas, os homens pré-históricos utilizavam de técnicas para contagem de animais. Mais tarde, os sumérios, babilônicos e assírios passaram a fazer anotações em argila para controlar a quantidade de seus animais.

Os egípcios foram os primeiros a substituir gravuras por documentos verdadeiramente ditos chamados de Registro de Bens, próprio da atuação do Fisco Real. Materiais que sobreviveram ao tempo mostram que esse povo possuía inventários de contagem de bois, bens móveis e imóveis, incluindo escravos.

Já os gregos aperfeiçoaram o modelo egípcio ao realizar a escrituração de contas de custos e receitas. Esse método foi além dos bens pessoais e de terras, e foi utilizado para administrar propriedades públicas, instituições privadas e bancos. A título de curiosidade, práticas como essa podem ser vistas na bíblia, em especial nas histórias como José do Egito, no Livro de Jó e o controle das riquezas do Rei Salomão.

O desenvolvimento da economia: Período Medieval

O desenvolvimento de questões econômicas e de propriedade durante o Período Medieval despertou a necessidade de técnicas que controlassem e apurassem a posse de bens. Na Itália, o aumento da produção e modificações nas relações de trabalho ocasionou no desenvolvimento de uma contabilidade mais complexa. Com o aumento do capital, tais registros e controles também passaram a ser bastante detalhados.

Daí, na medida que os séculos avançaram, fatores estouraram para a concepção aguda da contabilidade. Como no século 20, quando as corporações se fortaleceram e, em seguida, novas técnicas de mineração e metalurgia passaram a ser utilizadas. Ainda, Veneza se tornou o centro do comércio externo impulsionando a aparição de Livros de Caixa para pagamento e recebimentos.

Posteriormente, nascem termos icônicos, como Capital e Partidas Dobradas. No começo do século 19, Custos Comerciais e Industriais ganham a boca dos profissionais nas principais fases de desenvolvimento da classe.

O desenvolvimento das escolas contábeis: Mundo Moderno

Quando o assunto é a modernidade do mundo contábil, os historiadores apontam para o desenvolvimento de escolas focadas nas práticas contábeis. As escolas europeias foram as pioneiras nesse quesito apesar dos ideais iniciais se chocarem com os conceitos da administração.

Todavia, os ensinos da contabilidade passaram a ser palestrados nas universidades europeias no século 17, já com grandes teorias desenvolvidas ou em processo de estudo e aperfeiçoamento. Muitas delas abordaram o controle e administração de patrimônios. Porém, por serem tão novas, poucas dessas ideias foram praticadas nesse período.

Foi assim que, por volta de 1920, a escola norte americana de estudos e práticas contábeis começaram a ter maior domínio. Suas ideias superavam a posição de apenas oferecer teorias, a escola buscava botar seus pensamentos em ação. Como ao mesmo tempo aparecia grandes corporações, as ações contábeis ganharam mais força e impulsionaram a criação de associações contábeis.

A contabilidade no Brasil

No Brasil, a contabilidade respirou pela primeira vez com a chegada da Família Real. O aumento do tesouro da republica e fortalecimento da renda dos estados despertou a necessidade de um mecanismo que permitisse a supervisão fiscal. Então, criou-se o Tesouro Nacional e Público e em 1808 o Banco Central do Brasil, proporcionando o desenvolvimento de práticas contábeis.

Após anos de história e aperfeiçoamento, o Brasil tomou o seu lugar entre os países com a maior carga tributária e fiscal do mundo. Esse fato atribui aos empreendedores extremo cuidado e necessidade de conhecimento para não ter problemas com o Governo. Entretanto, problemas ainda persistem, como a emissão de Nota Fiscal.

Felizmente, a existência de diversas empresas e equipes com foco na prestação de serviços contábeis ameniza qualquer impacto negativo e ajuda prevenir dores de cabeça. São profissionais com conhecimento da área e que tem o poder de simplificar o processo administrativo fiscal e financeiro.

O futuro da contabilidade

A contabilidade é parte integral de administração de empresas de todos os portes, sendo uma ferramenta de auxilio completo em muitos métodos e processos cotidianos e essenciais. O que reforça a indispensabilidade da contabilidade é ela ser um regulador preciso de impostos e da emissão de documentos fiscais que garantem a segurança comercial das entidades.

Com isso, a Consultoria Contábil acaba sendo uma via promissora para o futuro da área de conhecimento e de pessoas jurídicas e fiscais que precisam expandir horizontes e se manter sempre atualizado.

Se você precisa de um apoio como esse, conte a gente, da JFGranja. Entre em contato.

Para mais posts como esse, acesse o nosso blog.

Compartilhe: